php shell cialis fiyat https://genctenhaber.net/

NO MOMENTO MAIS CRÍTICO | Pellegrino - Conte com nossa gente

NO MOMENTO MAIS CRÍTICO

NO MOMENTO MAIS CRÍTICO

15/10/2020

De autopeças a respiradores e máscaras

Quem jamais imaginou um dia ver um fabricante de autopeças entregar respiradores para salvar vidas pode ir mudando seus conceitos. Nossos fornecedores continuam firmes na entrega de componentes para manter em circulação a imensa frota brasileira de caminhões, máquinas agrícolas pesadas, ônibus, carros de passeio, motocicletas etc. Mas são versáteis e não deram as costas ao sofrimento daqueles que foram pegos pela covid-19, convertendo momentaneamente parte de seu parque fabril em fornecedor de itens completos ou subconjuntos salvadores de vidas, como respiradores, máscaras etc.

A responsabilidade social está em alta nesse período de luta contra o novo coronavírus, fortalecendo o esforço coletivo permanente para superar a crise. Na corrente positiva espalhada pelo país, as empresas de autopeças ganharam destaque desde cedo graças à proteção oferecida aos colaboradores e clientes, assim como, em alguns casos, pela adaptação de sua tecnologia à produção de componentes para a área de saúde, a exemplo do que aconteceu na indústria automotiva. De acordo com executivas e executivos ouvidos pela reportagem da Revista Pellegrino, essa resposta rápida a uma emergência foi facilitada pelo alto grau de organização do setor, com uma pitada adicional de planejamento e criatividade.

 

Tecnologia para Vida

Para a diretora da área de Trade Marketing de Reposição Automotiva da Bosch na América Latina, Christiane Verne, já no início da pandemia da covid-19, o Grupo Bosch implementou ações destinadas à proteção dos colaboradores e desenvolveu um trabalho junto a universidades e centros de pesquisas em busca de soluções. Segundo ela, uma das iniciativas decorrentes dessa troca foi a montagem de subconjuntos de respiradores pulmonares, utilizando a expertise automotiva também na fabricação desses equipamentos. “Durante quatro meses, a planta da Bosch em Campinas realizou esse trabalho, que é essencial no tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus”, afirma.

De acordo com Christiane, trata­se de uma parceria entre várias empresas do setor – que, além da Bosch, inclui Flex, ABB, Toyota, CAOA, GM e Mercedes –, a fim de ampliar a oferta de respiradores no país. “Em apenas duas semanas, a empresa montou uma célula de produção exclusivamente destinada à montagem desses itens, onde foram produzidos mais de 550 subconjuntos por dia.” Segundo ela, após a montagem, os subconjuntos eram encaminhados para a KTK – uma fábrica de respiradores localizada em São Bernardo do Campo (SP). No total, a Bosch contribuiu para a produção de 23.100 subconjuntos, possibilitando a montagem de 3.300 novos respiradores. “É muito gratificante ver a Bosch fazendo parte dessa história. Isso, definitivamente, é o melhor significado da expressão Tecnologia para Vida”, afirma. A linha foi desativada em agosto, sendo transferida para a KTK.

Em outra trincheira na luta contra a covid-19, segundo Christiane, a empresa realizou a impressão em 3D das hastes utilizadas nas viseiras de proteção transparentes (Face Shields), doadas para a rede hospitalar. “Ao todo foram produzidas 800 unidades, entregues diretamente ao Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo, que repassou o excedente a outros hospitais públicos da cidade.”

A executiva lembra ainda que a Bosch procurou manter-se conectada aos lojistas e reparadores na quarentena, intensificando os treinamentos para vendedores e mecânicos. “Como resultado, nos três últimos meses, houve um avanço em mais de 150% na emissão de certificados por cursos concluídos”, diz.

“Trabalhamos também com várias lives e posts em Whats­App e em outras mídias sociais para levar conteúdos diversificados, como marketing digital, comunicação em tempos de pandemia e gestão de estoques, entre outros.” Adicionalmente, foi intensificado o trabalho de consultoria individual junto à rede de serviços credenciada, ainda que virtual. “Mantivemos um acompanhamento e uma comunicação bem próximos desses setores, informando sobre as ações e os cuidados necessários para a prevenção à covid-19, pois entendemos a importância do trabalho em conjunto para assegurar a saúde de todos.”

 

De airbags a máscaras

Nessa mesma pegada, a gerente sênior de marketing e comunicação da ZF, Fernanda Giacon, afirma que a empresa atua em diversas frentes desde o começo da pandemia, tanto no âmbito interno quanto nas relações com os clientes e a comunidade. “Uma das iniciativas é a parceria com o TruckPad, na qual utilizamos toda a tecnologia do app a favor do bem-estar e da segurança dos caminhoneiros, ajudando esses profissionais na preservação da saúde”, revela. “Com essa função, disponível no aplicativo, eles podem localizar postos com infraestrutura de alimentação, banho e higiene, além de oficinas e lojas disponíveis.” Segundo ela, cada caminhoneiro pode contribuir com o mapeamento desses endereços, dando feedback sobre a qualidade dos serviços. “O aplicativo ainda dá dicas sobre os riscos de contaminação no dia a dia, mostrando como se proteger e como proceder em cada situação durante suas operações de transporte ou em casa.” O app conta atualmente com um milhão de caminhoneiros cadastrados. “As estatísticas nos mostram um grande crescimento em termos de cliques gerais nos conteúdos compartilhados via pushs e SMS emitidos aos caminhoneiros, principalmente em abril, um momento muito crítico da pandemia para o transporte”, afirma Fernanda. “Os cliques dobraram ou mesmo triplicaram em comparação ao mês anterior, o que demonstra o interesse no conteúdo gerado pela campanha junto à TruckPad.”

 

Também no campo da responsabilidade social, Fernanda destaca a doação de 10 mil máscaras descartáveis para instituições sociais e de saúde nas comunidades onde a empresa mantém unidades industriais, no interior de São Paulo. Entre os beneficiados, segundo ela, estão o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba, o Hospital Infantil GPACI, o Hospital CHS II Adib Jatene e o Conjunto Hospitalar de Sorocaba I, assim como o Centro de Aprendizado Metódico e Prático de Limeira (CampL) e a Associação de Amparo a Idosos Cantinho do Vovô. “Para nós, foi motivo de orgulho realizarmos esta contribuição. Afinal, temos muito a agradecer às instituições e aos profissionais que atuam em prol de nossa sociedade, em especial os da área de saúde”, disse.

Em outra ação realizada no período, a ZF, excepcionalmente, passou a produzir máscaras para seus colaboradores na divisão de Sistemas de Segurança Passiva – unidade responsável pela fabricação de airbags, cintos de segurança e volantes, em Limeira. “Tanto a confecção como o uso de materiais seguem as orientações do Ministério da Saúde e normas da ABNT, com matéria-prima específica, adquirida exclusivamente para essa finalidade”, diz. “As máscaras são feitas em tecido lavável e foram distribuídas com um conjunto de instruções sobre o correto uso do EPI e medidas de prevenção.”

No embalo do combate à pandemia, segundo Fernanda, a empresa ampliou ainda mais a digitalização, que já fazia parte dos pilares estratégicos. “A ZF Aftermarket vem investindo maciçamente em ferramentas digitais para estreitar, intensificar e fortalecer sua presença junto a distribuidores e clientes”, afirma. “Com isso, sobretudo, agregamos maior eficiência nas operações e na comercialização de produtos e componentes das nossas marcas. Segundo a executiva, a empresa avança rapidamente na automação de seus processos logísticos para assegurar maior qualidade e assertividade na distribuição de suas peças para toda a América do Sul, sem relaxar nos cuidados exigidos pela pandemia.

 

Difundindo esperança

O compromisso com a responsabilidade social também orienta os caminhos da Dana e seus colaboradores, que nos últimos meses distribuíram mais de 500 cestas básicas e 350 kits de higiene, segundo o diretor de comunicação e marketing, Luís Pedro Ferreira. “Procuramos ampliar o escopo da mensagem de esperança a fim de sensibilizar nossos funcionários para a importância da solidariedade e da união. Além de participarmos como empresa, nós os convidamos para nossas campanhas de doações de sangue, alimentos e agasalhos”, diz.

“O que é arrecadado pelos colaboradores a empresa doa em igual quantidade, dobrando a doação, somando forças e ampliando o alcance da ação solidária”, completa. “O resultado tem sido inspirador, beneficiando as pessoas necessitadas nas cidades de Campinas, Gravataí, Jundiaí e Sorocaba.”

Segundo o executivo, a campanha começou em casa, com a distribuição de 6.500 máscaras para as famílias dos colaboradores, mas não ficou só nisso. “Fomos além dos nossos portões, doando aparelhos telefônicos usados para a prefeitura de Sorocaba, que precisava agilizar os contatos com a população. Depois, fizemos outra doação de 5 mil máscaras para o Comitê de Ação Solidária da Prefeitura de Gravataí, sendo que 2,5 mil eram específicas para os profissionais de saúde.” Além disso, segundo Ferreira, a empresa está doando marmitas preparadas em seus refeitórios para as comunidades carentes no entorno de suas unidades. “Convidamos nossos funcionários a estabelecer grupos de doadores de sangue, com mais de 100 voluntários em todo o Brasil, pois esse é um dos muitos serviços humanitários prejudicados com o colapso resultante da pandemia e do isolamento social.”

Para completar, ele lembra que foram doados 1,7 mil cobertores e 2,5 mil pares de meias para as ações sociais das prefeituras. “Ajudar o próximo e as comunidades nos une e nos faz mais fortes, pois seguimos em linha com a vocação solidária dos brasileiros, tão necessária em um momento como este.”

Atenção com a comunidade

A gerente de Marketing e Comunicação Corporativa da Schaeffler América do Sul e México, Renata Costa Silva, afirma que a empresa manteve a atenção voltada à comunidade, sem esquecer os cuidados essenciais com os colaboradores. “Entre outras ações, já em abril foi feita a doação de um lote de máscaras descartáveis para o GPACI (Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil), cujo hospital está localizado em Sorocaba, sede da Schaeffler no Brasil.”

Segundo Renata, o hospital presta atendimento a crianças de 48 cidades da região e conta com a ajuda da sociedade para manter suas atividades. Contudo, de acordo com a executiva, as ações solidárias foram mais além, estimuladas pelo contexto de luta coletiva.

“A Schaeffler busca fazer sua parte e se orgulha da iniciativa dos seus colaboradores, que se mobilizaram para manter os princípios de união no momento de dificuldade”, diz. “Com o mote ‘Juntos somos mais’, as ações desenvolvidas internamente visam informar sobre a situação, com instruções corretas para a prevenção da covid-19 e o engajamento de todos no trabalho em equipe.”

Outra ação destacada pela gerente é o projeto Schaeffler Música, cujo objetivo é levar a música clássica de forma acessível à comunidade de Sorocaba. “Trata-se de uma temporada, com diversos concertos presenciais ao longo do ano. Só que, devido à pandemia, a temporada 2020 conta agora com aulas gratuitas, mantendo assim ações culturais para a nossa comunidade.”

 

Empreendedorismo social

Em nota encaminhada à reportagem da Revista Pellegrino, a área corporativa da EATON informa que promoveu a Campanha EATON Solidária, com o engajamento dos seus colaboradores, contribuindo com 11 instituições localizadas nas cidades onde há unidades da empresa (São Paulo, Valinhos, Mogi Mirim, Porto Feliz, São José dos Campos, Guaratinguetá e Caxias do Sul), com a distribuição de aproximadamente 1,4 mil cestas básicas. Além disso, de acordo com a nota, a EATON está preparando mais uma fase de doações, com o objetivo de promover o empreendedorismo social entre os colaboradores, escolhendo projetos e ações em prol da população, sempre priorizando os casos de mais vulnerabilidade em função da pandemia.

 

Treinamento ampliado

Em linha semelhante, o gerente de marketing da Tecfil, Plínio Fazol, afirma que a empresa fez um trabalho coordenado de distribuição de máscaras para todos os funcionários, disponibilização de álcool em gel em todas as áreas internas e envio de totens acionados por pedais para os lojistas.

“Como o pessoal administrativo entrou em home office, as operações na fábrica obedeceram ao sistema de turnos, assegurando os cuidados necessários, como distância entre os colaboradores, a medição de temperatura diariamente, distribuição de máscaras, além de cuidados na área dos refeitórios, como a distância entre as mesas”, afirma. “Todas as ações foram reforçadas por orientações constantes aos colaboradores, sobre os cuidados que devem tomar não apenas dentro da fábrica, assim como em suas residências.”

Fazol destaca ainda que a empresa ampliou a programação de treinamentos gratuitos online (www.treinamentotecfil.com.br), chegando a capacitar cerca de 3 mil profissionais do setor automotivo, como aplicadores, mecânicos e vendedores durante a quarentena. “A Tecfil acredita que a qualificação profissional é fundamental para a prestação de um serviço de qualidade, e temos o compromisso de levar conhecimento para a cadeia automotiva, com iniciativas que criem valor para os clientes”, afirma.

 

SAIBA MAIS

BOSCH

0800-7045446

www.bosch.com

ZF

0800-0111100

(15) 99619-9689

aftermarket.southamerica@zf.com

https://aftermarket.zf.com

DANA

0800-727-7012

www.dana.com.br

SCHAEFFLER

(15) 3335-1500

sac.br@schaeffler.com

www.schaeffler.com.br

EATON

(19) 3881-9444

eaton.com.br

TECFIL

0800 800 6964

www.tecfil.com.br