Consulte o acervo da Revista Pellegrino utilizando a busca.

#tamojunto!

Could not connect to Mailchimp

#tamojunto!

29/05/2018
Inspirados na solidariedade do líder, a equipe da Polako Auto Peças não mede esforços para ajudar o próximo
 
Por Regina Ramoska
 
Trabalhando como boia-fria no interiorzão de Borrazópolis (PR), o então menino Is­rael Rodrigues Pereira não imaginava o quanto a vida simples o lapidaria para o futuro. Seu pai, carpinteiro, deu duro para tirar a família da roça e, na cidade, garantir aos seis filhos o que considerava mais precioso, talvez porque não tivesse: o estudo. Dos dias difíceis, ficou o legado: “ninguém é tão pobre que não possa ajudar, nem tão rico que não possa precisar”. Hoje, com 51 anos e proprietário da Polako Auto Peças, Israel faz questão de colocar o ditado em prática diariamente.
 
O ingresso na área auto deu-se quase por acaso, quando um amigo do pai precisou de “gente honesta” para trabalhar na oficina. O jovem aprendeu rápido tudo o que pode e, passado o tempo, alçou voo, tornando-se o braço direito de um varejista de autopeças, adquirindo o negócio posteriormente.
 
Em cidades pequenas como Borrazópolis, que tem cerca de 8 mil habitantes, é comum que os empresários contribuam financeiramente com instituições beneficentes –afinal, todos se conhecem. Mais raro, porém, são os que arregaçam as mangas e se envolvem de verdade como Israel, que esteve à frente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) por seis anos, conciliando a presidência da entidade com o corre-corre da loja. “Acredito e valorizo muito os serviços prestados pela entidade. Me tornei voluntário em agradecimento pelas minhas conquistas e por acreditar que precisávamos nos doar para buscar um mundo melhor. O aprendizado que tive –e tenho– não tem preço”, confessa, emocionado.
 
À frente da Apae, o varejista sofreu, por inúmeras vezes, com as contas que não fechavam, o que só aumentou sua determinação de angariar recursos para que nada falte aos assistidos. Duas ações anuais movimentam a cidade e são as “meninas dos olhos” de Israel: a Leitoa na Grelha, evento que chega a reunir mais de 800 pessoas, e a rifa de um veículo. “Apesar do valor alto, não temos dificuldade em vender os números, dada a credibilidade da entidade”, orgulha-se.
 
A sua dedicação contagia o time de seis funcionários da Polako Auto Peças, que arregaça as mangas e não escolhe serviço: é para pilotar a churrasqueira em eventos para arrecadar fundos? Vamos lá! Vender rifas? Estamos juntos! Todo esse engajamento, que tem como espelho o próprio Israel, traz bons frutos ao negócio, pois promove a união e a satisfação dos colaboradores em ajudar o próximo.