Consulte o acervo da Revista Pellegrino utilizando a busca.

Eaton, na rota dos lançamentos

Could not connect to Mailchimp

Eaton, na rota dos lançamentos

07/02/2018

A empresa projeta crescimento de 15% em 2018, motivado pela retomada do mercado e pelos novos produtos

Por Paulo Carneiro

Os altos e baixos da economia em 2017 não inibiram os planos da Eaton quanto à produção e lançamento de transmissões para a linha pesada no mercado brasileiro, assim como outros componentes e peças. Segundo o gerente de Vendas de Aftermarket, Fernando Piton, a empresa deve fechar o ano com um aumento em torno de 10% de desempenho, na comparação com o ano anterior, o que, para ele, corresponde a um índice superior ao crescimento orgânico do mercado.


“As vendas cresceram substancialmente nos últimos meses do ano motivadas, principalmente, pela forte puxada do mercado agrícola e pelas diversas ações que contemplaram o nosso plano estratégico, especialmente nas linhas de embreagens”, afirma. “Para 2018, projetamos 15% de crescimento motivados por essa retomada de mercado e pelo lançamento de produtos.” Ainda em relação às expectativas para o novo ano, os planos preveem a apresentação de alternativas inovadoras em engenharia automotiva, segundo seus executivos.


“Na linha de embreagens, a Eaton manterá os investimentos em novos tamanhos e novas tecnologias de amortecimento torcional para ampliar o número de aplicações existentes no mercado”, declara o gerente de Estratégia de Produto, Henrique Uhl. Entre as novidades, estão embreagens para veículos automatizados e cilindros de acionamento. Novas tomadas de força com sistemas de bombas de acionamento também serão lançados durante 2018. Adicionalmente, a empresa expandiu sua capacidade de produção de válvulas de admissão e escape para o mercado de reposição afim de atender a demanda do mercado.


Já na linha de caixas de câmbio, a empresa manterá o foco no desenvolvimento de produtos com alta robustez, confiabilidade e valor agregado. “Temos como meta continuar investindo na eficiência energética das transmissões. Esses componentes são parte do complexo desenvolvimento de veículos com interação entre vários subsistemas que precisam ser desenvolvidos e validados para cada aplicação.

ECOBox


Fernando Piton afirma que em 2017 a empresa apresentou grandes novidades, como a revitalização do processo de comercialização de caixas de câmbio ECOBox, que reduz o custo das transmissões remanufaturadas em até 30% a partir da definição de faixas de preços ligadas ao nível da transmissão original.


Com foco em caminhoneiros e frotistas, Piton destaca ainda que as caixas de câmbio remanufaturadas da Eaton vêm registrando boa aceitação, não apenas pela vantagem econômica como também pela performance e a garantia de fábrica. “As transmissões remanufaturadas Eaton possibilitam o menor custo por quilômetro rodado.” O preço da caixa ECOBox apresenta, em média, valor 50% mais baixo do que as transmissões novas. “É bom lembrar que o produto passa pelo processo de reindustrialização, que possui os mesmos critérios de qualidade da fabricação tradicional.”



SAIBA MAIS
EATON
0800-170551 ou (19) 3881-9444
www.eaton.com.br