Consulte o acervo da Revista Pellegrino utilizando a busca.

ASSOCIAÇÃO DO BEM

ASSOCIAÇÃO DO BEM

16/03/2017
Construção de moradias para desabrigados, assistência a crianças e adolescentes e distribuição de cestas básicas são as ações de destaque de empresário em Itaberaí (GO)
 
Por Paulo Carneiro
 
O empresário Carlos Alberto Machado, da San Carlos Auto Peças, em Itaberaí (GO), afirma que exerce atividades voltadas à comunidade com um senso de responsabilidade e compromisso. Para tanto, há quase duas décadas participa ativamente da Associação Social e Emergencial Itaberana, entidade que ajudou a fundar no final de 2000.
Segundo ele, o começo foi difícil, mas aos poucos a instituição se consolidou e ganhou reconhecimento público ao desenvolver um trabalho junto à população carente, baseado no esforço dos voluntários. “A gente não tem muitos recursos financeiros, mas prestamos ajuda na medida das nossas possibilidades”, afirma.
 
Moradias para desabrigados
Entre as atividades desenvolvidas pela entidade, Carlos Alberto destaca a construção de moradias para desabrigados, a assistência a crianças e adolescentes, a distribuição de cestas básicas e as ações na área da saúde. “Recebemos muitos pedidos de ajuda, seja para a compra de remédios ou para a realização de exames. Depois de analisados, passamos a atender às demandas mais viáveis, como a compra de remédios ou a realização de exames de laboratório”, afirma. “A associação não tem um posto de saúde próprio, mas, em muitos casos, fazemos o encaminhamento.”
De acordo com o empresário, a entidade mantém a prática de fornecer cestas básicas durante todo o ano para famílias carentes cadastradas. Além de contar com doações, uma das fontes de recursos é a montagem de uma barraca solidária durante a tradicional Festa de Nossa Senhora D’Abadia em Itaberaí, que ocorre em agosto.
Com cerca de 37 mil habitantes, Itaberaí é uma das cidades mais ricas de Goiás e lidera a região noroeste do Estado, à frente de Inhumas e Jaraguá, que têm mais de 50 mil habitantes. Apesar da força econômica, o município enfrenta problemas sociais, que escapam à capacidade de atuação do governo.