Consulte o acervo da Revista Pellegrino utilizando a busca.

FREIO > FOCO EM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO POR KM

FREIO > FOCO EM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO POR KM

25/11/2016

O primeiro parâmetro para avaliar o sistema é a capacidade de proporcionar segurança em altíssimo grau, com frenagens precisas. O segundo é sua viabilidade econômica

 

Por Paulo Carneiro

 

A segurança do caminhoneiro na estrada depende não apenas da escolha de rotas confiáveis, mas também das boas condições do veículo, o que vale, em igual medida, para o motor, a suspensão e o sistema de frenagem. Por falar em freios, o uso obrigatório do ABS (anti-lock braking system) desde 2014 representa um enorme avanço, mas não elimina os cuidados que se deve ter com as peças sujeitas ao atrito, como disco, tambor, pastilhas e lonas. Considerados essenciais para que o motorista obtenha resposta pronta e segura ao acionar o pedal, esses componentes também passam por permanente evolução, sendo geralmente postos à prova antes que cheguem ao mercado.

 

 

Materiais de maior rendimento

Segundo o gerente de marketing Iran Pedroso, a Fras-le, por exemplo, realiza pesquisas permanentes em seus laboratórios e utiliza as mais avançadas tecnologias na fabricação de pastilhas e lonas para veículos pesados, com foco em segurança e economia. “Por ser um bem de capital, gerador de receita para o proprietário, a linha pesada é marcada pela relação custo/benefício”, afirma.

“Em última análise, o que mais importa para o transportador é a relação custo por quilômetro de sua frota, de modo que as tendências tecnológicas buscam o desenvolvimento de materiais que apresentam maior rendimento pelo melhor custo. Além disso, neste segmento, o peso também é relevante, pois quanto menor for o peso do conjunto e seus componentes, maior será a quantidade de carga transportada.”

Pedroso ressalta, porém, que a durabilidade das lonas e pastilhas não depende exclusivamente da matéria prima utilizada em sua fabricação, mas também da forma de utilização e da manutenção dos sistemas de freio. “Atenta a essa realidade, a Fras-le procura sempre orientar os motoristas e mecânicos a identificarem alguns problemas relacionados ao sistema de freios do segmento automotivo pesado”, diz.

“Por essa razão, oferecemos algumas dicas para facilitar o diagnóstico e uma possível manutenção, tais como manter a correta regulagem da folga entre lonas e tambor de freio a fim de garantir uma frenagem eficiente e um total aproveitamento do material de atrito”, afirma o profissional, que acrescenta: “A regulagem deve ser uniforme em todas as rodas, evitando comprometer a estabilidade do veículo e sua segurança”.

Pedroso recomenda ao motorista que fique atento aos mínimos sinais de irregularidades no sistema de freios, uma vez que muitos problemas podem ser neutralizados ou corrigidos se descobertos logo na origem. Segundo ele, um dos sinais aparece quando há a redução da eficiência de frenagem, revelada na percepção de que o veículo está demorando a parar além do normal.

“O ‘pedal baixo’, que exige um acionamento mais longo para que o freio comece a atuar, além de denunciar provável regulagem inadequada das lonas, também pode ser sinal de vazamentos em mangueiras, flexíveis, válvulas, cuícas, problemas nos ajustadores de freio, ou simplesmente lonas de freio gastas, exigindo substituição.” Além desse tipo de irregularidade, outro sinal de problemas no sistema de freios, segundo ele, são os ruídos durante a frenagem, que podem indicar a existência de rebarbas nas peças, ou que o tambor esteja empenado. “Também resultam em ruído de frenagem as folgas indevidas, contaminação do sistema, perda de carga das molas do freio, assim como o uso de materiais de fricção de baixa qualidade”, afirma.

“Como regra básica a ser adotada pelos motoristas de veículos comerciais, a Fras-le recomenda uma inspeção visual do sistema de freios semanalmente, antes do início da rodagem, durante a qual devem ser checados, principalmente, o funcionamento do circuito pneumático, a regulagem dos freios e a espessura das lonas. Feito isso, é só providenciar a manutenção necessária e depois seguir viagem, com toda a segurança, atenção e responsabilidade.”



 

De acordo com Pedroso, a Fras-le acompanha de perto a evolução do mercado e investe constantemente no desenvolvimento de produtos de alta performance, sempre com características próprias no campo da inovação. “As tendências para a linha pesada, por exemplo, seguem a proposta de eficiência na frenagem, maior resistência e durabilidade, além de redução de ruídos, buscando oferecer a melhor relação custo/benefício para o usuário”, afirma.

“A Fras-le é uma marca reconhecida mundialmente, que prima pela qualidade em materiais de fricção, resultado da disponibilidade da estrutura tecnológica de seu avançado Centro de Pesquisa e Desenvolvimento e do Campo de Provas, localizados em Caxias do Sul”, diz, ao destacar que a empresa é a fornecedora oficial da pastilha de freio da StockCar. “A qualidade do produto Fras-le é a mesma tanto nas pistas quanto nas estradas, no dia a dia”, declara Iran.

“Participar como fornecedora oficial da competição demonstra a capacidade da empresa em desenvolver soluções que atendem as mais altas exigências técnicas, o que a coloca no patamar tecnológico de renomados fabricantes mundiais. E é essa mesma qualidade que o consumidor final recebe ao adquirir e consumir os nossos produtos.”

 

SAIBA MAIS

 

FRAS-LE

(11) 99486-7397, (11) 96603-7468

www.fras-le.com.br